MUSICA

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Campanha contra o aborto.




Legalizar o aborto é tão criminoso
quanto praticá-lo. 

O aborto sómente é aceitável em caso de colocar em risco a vida da gestante -" Preferivel é se sacrifique o ser que ainda não existe a sacrificar-se o que já existe." O Livro dos Espiritos questão 359

domingo, 25 de setembro de 2011

Existência de DEUS



       EXISTÊNCIA DE DEUS.

* Povoa-se o Universo por verdadeira multidão de galáxias.
* Cada galáxia permanece constituída por milhares de constelações.
* Cada constelação, quase sempre, é um ninho de sóis.
* Cada sol congrega diversos mundos.
* Cada mundo, amadurecido para a inteligência e para a razão, guarda consigo a bênção da Humanidade.
* Cada Humanidade se compõe de várias raças.
* Cada raça engloba muitos povos e milhões de almas que evoluem, nos degraus que lhes correspondem.
Lembremo-nos, pois, de que no concerto admirável da Criação, somente será possível regenerar e burilar a nós mesmos para que a vida imperecível em nós se retrate vitoriosa, mas não nos esqueçamos de que, apesar da grandeza cósmica, nosso desequilíbrio no mal pode comprometer todo o sistema em que as Leis Divinas se expressam, através do trono sublime da natureza, qual acontece ao micróbio letal que, não obstante imperceptível ao olho nu, pode carrear a enfermidade ou a morte para o corpo físico mais notavelmente bem posto.
Consagremo-nos à estruturação do Bem no campo de nós mesmos, de conformidade com os princípios inelutáveis de harmonia e justiça que nos regem a ascensão, sem o doentio propósito de reajustar os outros, antes da recuperação espiritual de nós próprios, de vez que todo o deslize nosso, à frente do Senhor, repercute nas faixas totais da Vida Una, compelindo-nos à posição de angústia e sofrimento, a única suscetível de retificar em nosso espírito e em nossa existência a ruptura do equilíbrio divino do amor que operamos desavisados, diante da Eterna Lei.
  *Emmanuel

   (Psicografia de Francisco Cândido Xavier.)

sábado, 17 de setembro de 2011

"A salvação não se concentra 
em simples palavras que se perdem
ao vento,mas em atitudes concretas
solidificadas no Amor e na Caridade."
                                                    ( J. Göbhardt )

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

" Solidários, seremos união.
   Separados, uns dos outros,
   seremos pontos de vista.
   Juntos alcançaremos a
   realização de nossos
   propósitos.
   Distanciados entre nós,
   continuaremos à procura
   do trabalho com que já nos
   encontraremos honrados
   pela Divina Providência. "


    Bezerra de Menezes
    Novembro/Dezembro de 1980
    Psicográfia de:
    Francisco Candido Xavier
    Conselho Federativo Nacional.

sábado, 16 de julho de 2011

Acróstico da Liberdade.

Liberdade, uma Lei natural que tanto os grandes
  quanto os pequenos tem direito, mas...
Intimamente goza o homem no deserto, vivendo
  como eremita de liberdade total. Mas este direito
  se torna nulo quando juntos, dois ou mais vivem
  em comunhão.
Buscando cada um seus direitos de pensar e agir.
Entendemos que existe a liberdade de pensar e a
  liberdade de consciência, a de pensar é livre a 
  de consciência é intima e inviolável.
Respeitemos sempre a liberdade de consciêcia,
   pois não temos o
Direito de impor-mos nada a ninguém, podemos
   e devemos indicar o caminho
A ser seguido, mas como o Cristo nos ensinou,
   temos o
Dever de servir com brandura usando da per-
   suasão...
E nunca usando de violência com a imposição
   da força. 
                                    J. Göbhardt

quinta-feira, 23 de junho de 2011

EDUCAÇÃO DE PAIS.


Vez ou outra, algumas cenas nos chocam. Lemos, em uma revista de circulação
internacional, que uma senhora foi ao teatro com seus dois filhos.
 Narra, ela que, logo que o espetáculo começou, duas crianças
que estavam sentadas mais à frente começaram a chorar, em altos brados.
 Uma espectadora que estava próxima às crianças falou para a mãe delas:
Não seria melhor a senhora sair com os dois, até que eles se acalmem?
Eu cuido dos seus lugares.
 Mais do que depressa, a mulher respondeu: Claro que não vou sair.
Comprei três ingressos. Meus filhos e eu temos o direito de ficar
até o fim do espetáculo. Os outros que agüentem.

*****

São fatos de tal natureza que nos apontam o porquê da má educação
de tantas crianças e jovens, na atualidade.
 É que seus pais não estabelecem normas.
Exatamente porque eles mesmos não têm normas.
 E, para muitos pais, seus filhos sempre têm razão. Se o garoto ficou no banco
de reservas no jogo da escola, partem com vigor para cima do técnico,
desejando saber as razões do que chamam perseguição gratuita.
 Com tal atitude, não exemplificam ao filho que há momento para se participar
ativamente e momento para se aguardar.
 Que uma equipe é o resultado do esforço de todos e de cada um,
no momento oportuno.
 Se o time mirim perde, eis novamente os pais culpando o técnico, o treinador.
Afinal, todos têm má vontade com as suas crianças, não as preparam.
 Em nenhum momento cogitam de falar ao filho que há momento de ganhar
e momento de perder. Que tudo é uma questão de treino, dedicação,
esforço e que, numa disputa, naturalmente, o melhor deve vencer.
 A derrota deve servir para estímulo a mais treinamento.
 Com tal atitude, não é de estranharmos que torcidas organizadas,
compostas por adolescentes, bloqueiem uma estrada e destruam um ônibus
a pedradas e pauladas, desejando agredir os jogadores do seu time de futebol,
que foi desclassificado do torneio esportivo.
 Quando os filhos apresentam o boletim com notas baixas,
a culpa sempre é dos professores ou da direção da escola.
 Nunca dos seus rebentos que não estudaram ou quiçá tenham apresentado
baixo desempenho escolar, por alguma problemática que estejam atravessando.
 É tempo de pensar e tomar atitude. Antes de qualquer coisa, exemplificar,
como pais, a cortesia, a gentileza, a honestidade, enfim, todos os valores
que desejamos portem os nossos filhos.
 Não há mais tempo para se descurar dessa infância do hoje que
se constituirá nos homens do amanhã, os cidadãos do novo mundo que todos aspiramos.

*****

De forma muito freqüente, o comportamento rude das crianças
é resultado de falta de orientação.
 É que os pais descuidam de estabelecer normas de comportamento,
e assim eles agem como observam outros agirem.
 Críticas e xingamentos somente contribuem para tornar
as crianças mais tensas e agressivas.
 Assim, a educação exige que se estabeleçam normas claras para as crianças seguirem.
Normas ditadas pelas boas maneiras, respeito aos semelhantes, modéstia e justiça.

 _ Redação do Momento Espírita com base no artigo:
Como criar educando em um mundo rude.
     Na Revista Seleções do Reader´s Digest. Outubro/97

  ***********************************************************

Todos estes transtornos e outros mais, 
poderão ser  evitados
no dia em que trabalharmos a nossa 
REFORMA INTIMA, deixando
o egoismo e o orgulho de lado. 
Com a nossa EVOLUÇÃO MORAL e INTELECTUAL, 
equilibrando estas duas asas, estaremos a
caminho do Paraiso, 
de um planeta de provas e expiações, 
para um planeta de regeneração. 
Onde o Amor e a Caridade
caminharão de mão dadas.
                                                             J. Göbhardt 
                                                             23/06/2011 
 

      

domingo, 5 de junho de 2011

FUTURO DO ESPIRITISMO.





















    O ESPIRITISMO está chamado a desempenhar
um papel imenso sobre a Terra; será ele que re-
formará a legislação tão frequentemente contra-
ria ás leis divinas; será ele que retificará os erros
da história; será ele que reconduzirá a 
religião do
Cristo que, nas mãos dos sacerdotes, se tornou 
um comércio e um vil tráfico; instituirá a verda-
deira religião, a RELIGIÃO NATURAL
a que parte do 
coração e vai direto a DEUS, sem se deter nas 
franjas de uma batina, ou no escadote de um altar.
Extinguirá para sempre o ateísmo e o materialismo,
aos quais certos homens foram levados pelos 
abusos
daqueles que se dizem os ministros de DEUS,
pregam a caridade com a espada na mão, sacrificam
á sua ambição, a ao espírito de dominação, 
os direitos
mais sagrados da HUMANIDADE. 
         ( Um Espírito ) 

Texto Extraido da obra de Allan Kardec:
Obras Póstumas.
Tradução de:
Salvador Gentile
Segunda Parte:
PREVISÕES CONCERNENTES AO ESPIRITISMO.
Pagina: 289
15 de Abril de 1860
( Marselha, méd. sr. Georges Genouillat.)
(Comunicação, transmitida pelo sr. Briom Dorgeval.)

         

domingo, 29 de maio de 2011

O JOVEM E OS IDOLOS.

  A década de 60 foi foi uma época de profundas
transformações na cultura, nos valores e na socie-
dade cujos reflexos, positivos e negativos, produ-
zem efeitos até hoje.
  Com o desenvolvimento dos meios de comu-
nicação, especialmente a televisão, as mudanças 
que antes aconteciam de forma mais lenta, passaram
por um processo de aceleramento, provocando con-
flitos entre as gerações.
  Um dos resultados foi o surgimento relâmpago de
ídolos globais que serviram como verdadeiros ícones
para uma juventude ainda desorientada. O exemplo
maior disso foi o surgimento dos Beatles, que provo-
cavam histeria e balburdia por onde passavam, dei-
xando fâs exitados e perturbados. As loucuras e os 
delirios que se vê hoje no jovem quando busca seus 
ídolos, pode-se dizer que teve início naqueles tempos.
Sacrificios monumentais, gestos exorbitantes, atitudes
exóticas e exageradas, imitações descabidas: tudo vale
para poder se aproximar do ídolo.
  Pergunta-se: isto é uma atitude normal ? É coisa da 
idade ? Não vemos adultos agindo da mesma forma ?
Difícil explicar esses atos, ainda mais quando se per-
cebe que o indivíduo admirado é um ser humano 
comum, tão ou mais imperfeito que a grande maioria.
  Já perceberam que, quando envolvido na grande 
massa, a criatura faz coisas que jamais faria indivi-
dualmente ?
  Esse assunto, com outra roupagem, foi estudado por
Allan Kardec na Codificação Espírita quando aborda o 
tema CONVULSIONÁRIOS em O Livro dos Espíritos 
( quetão 481 a 483 ). Em estado de exaltação fanática
e entusiasmo exagerado o indivíduo perde o bom senso
e a razão e, por afinidade, age sob efeito magnático das
grandes massas e também sob influência de espíritos 
inferiores que que desejam induzir comportamentos
bizarros e ridiculos em suas vítimas, aproveitando-se de
disposições naturais da mesma, Assim, o indivíduo en-
frenta verdadeiros suplícios que, em condições normais,
não enfrentaria: passa dias em uma fila para comprar
ingressos ( seja para um show, seja para um jogo ), não
sente fome, frio ou dor, não dorme, chora descontrola-
damente, pode agir com brutalidade ou passivamente,
entre outras situações extremadas. Nesses casos, as pes-
soas sofrem e exercem influências umas sobre as outras,
são magnetizadores e magnetizados ao mesmo tempo,
claramente de forma negativa. Isso pode acontecer tam-
bém em grandes concentrações religiosas, onde impera
o fanatismo e a fé cega.
  Quanto aos ídolos, isso não significa que não podemos
admirar determinado artista, músico ou esportista, mas
sempre sabendo colocalo no seu devido lugar: como
algém que é admirado pelo seu talento e nada mais.
  Mesmo os grandes homens, aqueles que fizeram e fazem
a diferença positiva no mundo, são seres com imperfei-
ções, mas que servem como bons exemplos para o ser
humano, e não como ídolos perfeitos.
  O único e verdadeiro ídolo, que serve de modelo e guia
para a humanidade, os Espíritos nos confirmam na questão
625 de O Livro dos Espíritos: JESUS. Não o Jesus místico 
e distante, mas o homem que viveu intensamente os
próprios ensinamentos - AMOR e CARIDADE: o único
caminho para o nosso bem estar. Este sim vale a pena seguir.
            ( Autor: Luis Roberto Scholl )


Texto extraido: Seara Espírita 
Ano..............: XII
Nº...............: 148



  

quinta-feira, 26 de maio de 2011

SENHORA da JUSTIÇA.

     Parece que se nubla o sol quando ela chega...
     Pode chegar de mansinho, em demorados
ensaios, ou chega de modo abrupto, como um
felino que salta sobre uma presa. Num ou noutro
caso, jamais é bem-vinda. 
    Pode ser que ela chegue anunciando renovações,
liberdade e crescimentos, contudo, na base dessas
bênçãos há sempre amarguras, dor e saudade.
    Servidora de DEUS em favor da Grande Vida,
costuma ser rejeitada, abominada mesmo, e consi-
derada como poderosa e intransigente inimiga, 
tudo por causa do pouco entendimento quanto 
a sua grave quão divina missão.
    Parece que neve regelante se abate sobre todas
as coisas, quando ela se apresenta...
    Responsável por larga faixa do progresso do
mundo e senhora da impoluta justiça, uma vez que
não privilegia condições econômicas, culturais
ou sociais, nem se curva a faixas etárias ou a
vinculações, quaisquer que sejam, quão poucos
já conseguem ter paz perante  seus sinais, e
pouquíssimos já podem expressar alegrias
diante do seu anúncio.
     O que lhe confere foros de verdade e caráter
de permanência na vida  humana é o fato de
representar as leis divinas, e as leis de DEUS 
visam sempre ao bem de todas as almas,
filhas do Seu amor.
     Se tu conheces a Jesus e admites a perfeição
da vontade do nosso Criador, segue aprendendo,
ainda que aos poucos, a respeitar esse ser, cuja
presença tanto assusta e incomoda, desde tempos
imemoriais.
      Não necessitas prestar-lhe qualquer culto;
nem precisas temê-la. Basta que vivas nobremente
no mundo, e que ensines aos teus a fazer o mesmo,
porque, seja mansamente, como a luz do dia que dilui
as sombras da noite, ou rápida e violenta, como o
salto de um felino, a morte a todos envolverá com
seu véu de narcotizantes essências, a todos transla-
dando dos campos do passageiro aprendizado 
terrestre, para o Grande Lar da vida imperecível,
no seio das estrelas.
      Todas as suposições e todos os enganos se
desfazem, quando, após superamos duras pelejas
e cumprirmos nossos deveres, saímos do mundo
das sensações enganosas e mergulhamos no oceano
de realidades que o amortecimento do corpo carnal
permite ao Espírito Imortal.
                                            Rosângela C. Lima


* Mensagem psicografada por Raul Teixeira, em
  17/7/2006, na Sociedade Espírita Fraternidade,
  em Niterói - Rio de Janeiro.





     
   

MOCIDADE.

    Mocidade é força.
    Mas, se a força não estiver sob a
direção da justiça, pode converter-se
em caminho para a loucura.
    Mocidade é poder.
    Entretanto, se o poder não aceita a
orientação do bem, depressa se converte
em tirania do Mal.
    Mocidade é liberdade.
    Todavia, se a liberdade foge à diciplina é,
invariavelmente, a descida para deplorável
situação.
     Mocidade é chama.
     No entanto, se a chama não sofre o 
controle do proveito justo, em breve tempo,
se transformará em incêndio devastador.
     Mocidade é carinho.
     Mas, se o carinho não possui consciência
da responsabilidade, pode ser veneno 
para o coração.
     Mocidade é beleza da forma.
     Contudo, se a beleza da forma não se
enriquece com o aprimoramento interior,
não passa de máscara perecível.
     Mocidade é amor.
     Entretanto, se o amor não se equilibra
na sublimação da alma, cedo se transforma
em paixão infeliz.
     Mocidade é primavera de sonhos.
     Todavia se a primavera de sonhos não
se enobrece no trabalho digno, todo o nosso
idealismo será, simplismente, um campo
de flores mortas.
     Se fé encontras, na hora radiante da 
juventude, nâo te esqueças de que o tempo
é nosso julgador implacável.
     A plantação, de agora, será colheita, depois.
     Nossas esperanças, dia a dia, se materializam
nas obras a que nos destinamos.
A Lei será, sempre, a Lei.
     Povoam-se e despovoam-se berços e túmulos,
para que o Espírito, divino caminheiro atravéz
da mocidade e da velhice do corpo terrestre
desenvolva, em si, as asas que o transportarão
ao cimo da vida eterna.
      Assim, pois, se realmente procuras a 
felicidade incorruptivel, confia o teu coração
e a tua mente ao Cristo Renovador, 
a fim de que, jovem hoje, te faças, amanhã,
o caráter sem jaça que lhe refletirá,
no mundo, a Divina Vontade.


                                 Emmanuel
( Psicografia de Francisco Cândido Xavier )



    


   

segunda-feira, 23 de maio de 2011

A PEDRA.




















          A PEDRA

O distraido nela tropeçou...
O bruto a usou como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês cansado da lida,
dela fêz assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já David matou Gôlias e
Michelangelo extraiu-lhe as mais belas
esculturas...
E em todos os casos, a diferença não
esteve na pedra, mas sim no homem !
Não existe a sua " pedra " atual,
tenho certeza que DEUS irá te dar
sabedoria para mais tarde você olhar
para ela e ter orgulho da maravilhosa
experiência que causou em sua vida
no seu crescimento espiritual.

Autor Desconhecido.


domingo, 15 de maio de 2011

José de Alencar, ex-vice presidente do Brasil recentemente falecido * 1931-2011 * fala sobre a importância de Chico Xavier.

* Chico Xavier, foi e será sempre para nós Espíritas
ou não, um Homem de grande importância pela sua contribuição espontânia  fundamentada no Amor
e na Caridade para com o povo Brasileiro e para 
com o Mundo. Sempre acompanhado pelo seu
Mentor Espiritual Emmanuel nunca deixou que 
a simplicidade do coração fosse transformada
pelo egoismo e pelo orgulho. Foi um exemplo de 
cidanania, um Homem Reto, deixou um legado 
à ser seguido. Paz e Luz a todos.
                         Porto Alegre, 15 de Maio de 2011
                                          J. Göbhardt



domingo, 8 de maio de 2011

 " Nunca é tempo perdido
  quando se empenha em
  escutar com humildade
  coisas que não se entende."
               * D'ors

  

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Leis Morais, Lei Divina ou Natural.

" A Lei Natural é a LEI de DEUS. É a única 
e verdadeira para a felicidade do homem.
Indica-lhe o que deve fazer ou deixar de fazer
e ele só é infeliz quando dela se afasta. "
A lei Natural é dividida em dez partes que são:
1º.... Lei da Adoração.
2º.... Lei do Trabalho.
3º.... Lei da Reprodução.
4º.... Lei da Conservação.
5º.... Lei da Destruição.
6º.... Lei da Sociedade.
7º.... Lei do Progresso.
8º.... Lei da Igualdade.
9º.... Lei da Liberdade.
10º.. Lei da Justiça, Amor e Caridade.
 >> Livro dos Espíritos Parte terceira
      Das Leis Morais. 
* Sendo que esta última é a mais importante
pois FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.

sábado, 16 de abril de 2011

PRECE DE CÁRITAS ( Na Voz de Alziro Zarur )



A prece denominada De Cáritas, tem sido querida
e contritamente orada por várias gerações de espíritas.
Cáritas era um espírito que se comunicava atravéz de
uma das grandes médiuns da sua época - Mme.W.Krell -
em um grupo de Bordeaux ( França ), sendo ela uma
das maiores psicografas da História do Espiritismo, em
especial por transmitir poesias ( que constituem no
ácido da psicografia ), da lavra de Lamartinne,
André Chénier, Saint- Beuve e Alfred de Musset, além do
próprio Edgard Allan Poe.
Na prosa, recebeu ela mensagens de O Espírito da Verdade,
Dumas, Lacordaire, Lamennais, Pascale dos gregos
Ésopo e Fenelon.
A Prece Cáritas foi psicografada na noite de Natal,
25 de Dezembro, do ano de 1873, ditada pela suave Cáritas,
de quem são ainda, as comunicações, " como servir a religião
espiritual " e " A esmola espiritual ".
Todas as mensagens que Mme.W.Krell psicografada em
transe, e, que chegaram até nós, encontram-se no livro
Rayonnements de La Vie Spiritualle, publicado em Maio
de 1875 em Bordeaux, inclusive o próprio texto em Francês
( como foi transmitido ) da Prece de Cáritas.

( Extraido publ. EDICEL. )



domingo, 6 de fevereiro de 2011

PLURALIDADE DOS MUNDOS.

*Questão 55,
São habitados todos os globos que se
movem no espaço ?

" Sim e o homem terreno está longe de ser,
como supõe, o primeiro em inteligência, em
bondade e em perfeição. Entretanto, há homens
que se têm por espíritos muito fortes e que
imaginam pertencer a este pequenino globo
o privilégio de conter seres racionais. Orgulho
e vaidade! julgam que só para eles criou DEUS
o universo. "

DEUS povoou de seres vivos os mundos,concorrendo
todos esses seres para o objetivo final da Providência.
Acreditar que só os haja no planeta que habitamos
fora duvidar da sabedoria de DEUS, que não fez coisa
alguma inútil. Certo, a esses mundos há de ele ter
dado uma destinação mais séria do que a de nos
recrearem a vista. Aliás, nada há, nem na posição,
nem no volume, nem na constituição física
da Terra, que possa induzir à suposição de que ela
goze do privilégio de ser habitada, com
exclusão
de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes.

*Questão 56,
É a mesma a constituição física dos diferentes globos ?

" Não; de modo algum se assemelham. "

*Questão 57,
Não sendo uma só para todos a constituição física
dos mundos, seguir-se-á tenham organizações
diferentes os seres que os habitam ?

" Sem dúvida, do mesmo modo que no vosso os
peixes são feitos para viver na água e os pássaros
no ar. "

*Questão 58,
Os mundos mais afastados do sol estarão privados
de luz e calor, por motivo de esse astro se lhes
mostrar apenas com a aparência de uma estrela ?

" Pensais então que não há outras fontes de luz
e calor além do sol e em nenhuma conta tendes a
eletricidade que, em certos mundos, desempenha
um papel que desconheceis e bem mais importante
do que o que lhe cabe desempenhar na Terra ?
Demais, não dissemos que todos os seres são feitos
de igual matéria que vós outros e com órgãos de
comformação idêntica à dos vossos. "

As condições de existência dos seres que habitam
os diferentes mundos hão de ser adequadas ao
meio em que lhes cumpre viver. Se jamáis
houvéramos visto peixes, não compreenderíamos
pudesse haver seres que vivessem dentro dágua.
Assim acontece com relação aos outros mundos,
que sem dúvida contém elementos que
desconhecemos. Não vemos na Terra
as longas noites polares iluminadas pela
eletricidade das auroras boreais ?
Que há de imposível em ser a eletricidade,
nalguns mundos, mais abundante do que
na Terra e desempenhar neles uma função
de ordem geral, cujos efeitos não podemos
compreender ? Bem pode suceder, portanto,
que esses mundos tragam em si mesmos
as fontes de calor e de luz necessárias a seus
habitantes.

Livro dos Espíritos,
Capitulo III
Da Criação.